A adoção da computação em nuvem é um método que traz diversos benefícios para as empresas, mas há pontos que devem ser observados.

 

Quando se fala em computação em nuvem, fala-se na possibilidade de acessar arquivos e executar diferentes tarefas pela internet. Quer dizer, você não precisa instalar aplicativos no seu computador para tudo, pois pode acessar diferentes serviços online para fazer o que precisa, já que os dados não se encontram em um computador específico, mas sim em uma rede.

 

O uso dos serviços da nuvem traz diversos benefícios como:

  • Redução de curso de infraestrutura
  • Otimização da produtividade da equipe de TI
  • Melhoria da produtividade do usuário final
  • Aumento de benefícios do negócio

 

Porém, há um ponto em que as empresas não estão dando a atenção necessária.

 

Os riscos que possuem na nuvem são os mesmos que no ambiente corporativo, como senhas fracas, segmentação inadequada ou regras de firewall permissivas. Além de novos riscos, como exposição de chaves de API em repositórios de origem ou diretórios web.

 

Em 2019, foi realizada uma pesquisa pela Coalfire, apontam os principais aspectos que despertam preocupação quando se trata de segurança em Cloud certa de 64% se preocupam com perca de dados, 62% com privacidade dos dados e 39% com vazamentos acidentais de credenciais.

 

A escolha de um provedor de nuvem é importante, pois há diversos provedores onde suas configurações padrões não incluem criptografia, retenção de dados, autenticação multifatorial e outros controles preventivos. Que acaba não sendo tão eficiente.

 

Para evitar vazamento de dados ou invasão a empresa deve-se possuir políticas de senhas fortes, políticas de segurança de dados estruturados entre os colaboradores, compliance com a LGPD e outros.