Uma simples ação pode prevenir 99,9% de ataques em suas contas

Existem várias formas de se prevenir contra invasões em suas contas, seja com a utilização de senhas fortes ou não repetindo suas senhas. No entanto, a única forma de se ter 99,9% de proteção é ativando o MFA (Múltiplo fator de autenticação). 

Ao adicionar uma camada de segurança em suas contas, as ações de invasores se tornam incrivelmente difíceis de se concretizarem, uma vez que com o MFA, quebrar a senha não será suficiente para obter acesso a sua conta, tendo em vista a necessidade de outra validação para o acesso, garantindo que apenas usuários autorizados possam obter acesso a contas, computadores e outros recursos confidenciais.

 

Mas o que é MFA?

MFA é uma camada de proteção adicional às contas e sistemas, exigindo a legitimação do usuário no momento do acesso por duas ou mais validações. Por meio desse processo, é possível que se confirme a legitimidade do usuário que realiza a requisição de um serviço impedindo que pessoas não autorizadas acessem os dados.

Um exemplo prático de como isso é aplicado no dia a dia do usuário é o caixa eletrônico do banco: após digitar a senha, o cliente consegue até visualizar seu painel principal, mas para realizar saques, fazer transferências ou imprimir o extrato, o usuário vai precisar inserir a sua biometria cadastrada, que geralmente é a digital. 

Há diferentes tipos de sistemas MFA, contudo os métodos geralmente incluem a senha do usuário, juntamente com o fator adicional, segue abaixo alguns deles:

  • Mensagens de texto;
  • Soft Tokens baseados em software;
  • Aplicativos de autenticação, os quais dependem de algoritmos criptográficos para senhas de uso único baseadas em tempo (TOTP);
  • Verificação de login;
  • Tokens de Hardware;
  • Biometria facial, digital ou por voz.

 

Onde posso usar o MFA?

O MFA deve ser usado ao acessar dados confidenciais. Por exemplo:

  • Ao visitar sua conta do Facebook, Google ou Microsoft a partir de um novo local ou dispositivo;
  • Ao usar seu telefone celular;
  • Ao usar aplicativos como WhatsApp, aplicativos bancários, entre outros.

 

Como a MFA pode melhorar a segurança digital?

Os ataques cibernéticos, pela primeira vez em 2020, apareceram como a principal ameaça aos negócios de acordo com a pesquisa Risk Barometer, da seguradora Allianz, feito com quase 3 mil especialistas em análise de risco, em cem países.

Em 2021, os crimes cibernéticos devem custar US$ 6 trilhões à economia global, conforme o relatório “Cybersecurity — Fighting Invisible Threats”, do banco suíço Julius Baer. Todos os dias, são praticados 8 trilhões de ataques, ao redor do globo. Sim, inacreditáveis 90 mil ações criminosas por segundo.

Em 2012 ocorreu um vazamento dos dados de 117 milhões de usuários do LinkedIn, e mostrou que as três senhas mais comuns eram “123456”, “linkedin” e “password”).

Atualmente ataques estão sendo direcionados inclusive contra centros médicos e laboratórios de pesquisa e/ou tratamento para o Sars-CoV-2, segundo maior hospital da República Tcheca, ele foi forçado a desligar os equipamentos e remanejar os doentes. Se os cibercriminosos não têm nenhum tipo de respeito a lugares que estão protegendo vidas, imagine se haverá consideração antes de atacar qualquer outro lugar.

Ao habilitar o MFA, você oferece uma camada de proteção adicional se comparada a apenas utilizar uma senha de acesso. Muitos vazamentos são capazes de comprometer os dados pessoais e sistemas corporativos, podendo ser evitados com o uso do MFA, pois ainda que o cibercriminoso descubra a senha utilizada, não conseguirá acessar os conteúdos corporativos sem possuir a segunda validação.

Abaixo apresentamos alguns dos inúmeros benefícios do MFA:

  • O código numérico é diferente a cada vez, portanto, uma violação de senha não é suficiente para um invasor;
  • O fator de autenticação está vinculado a um número de telefone do usuário, que não pode ser alterado por malwares;
  • Aumento da agilidade na utilização;
  • Aumento da segurança na autenticação de usuários.

 

Sendo assim, concluímos que, no caso de vazamento ou ataque, simplesmente saber sua senha não será suficiente se você tiver MFA habilitado, sem a segunda validação será extremamente difícil ter acesso a sua conta.

A PDG IT possui profissionais capacitados e certificados que podem te auxiliar no projeto de implementação de MFA. Fale com um dos nossos especialistas.