A fraude de identidade é caracterizada quando alguém rouba informações pessoais para se passar por outra pessoa e obter benefícios. Ladrões de identidade geralmente obtém informação pessoal como senhas, números de identidade, números de cartão de crédito e/ou CPF, para agir de forma fraudulenta em nome da vítima. Normalmente essas informações são usadas para efetuar compras, obter crédito ou realizar outras ações indesejadas em seu nome.

Os tipos mais comuns de fraude de identidade incluem fraude de cartão de crédito, fraude de empréstimo ou leasing, fraude de emprego ou de impostos, fraude por telefone, fraude bancária, fraude de documentos ou benefícios do governo e entre outros.

 

E como funciona no mundo cibernético?

A fraude de identidade está ligada muitas vezes a informações de perfis públicos nas redes sociais além do uso de técnicas de engenharia social principalmente do phishing, que ajuda cibercriminosos a se passarem por seus alvos.

Ao sofrer uma fraude de identidade, o indivíduo afetado a curto prazo, pode sofrer perda financeira significativa devido a saques ou compras feitas em seu nome sem autorização.

Caso não tenha conhecimento imediato da fraude de identidade, a médio prazo, a vítima pode sofrer sanções pelas ações dos executores, como investigações pelos órgãos legais, ações judiciais e até mesmo encarar consequências como o pagamento de encargos legais.

 

Sinais de alerta a serem observados para identificar uma fraude de identidade?

Cobranças inesperadas em seus extratos bancários ou de cartão de crédito, pode significar que alguém obteve acesso aos seus dados, portanto qualquer atividade suspeita deve ser imediatamente informada a instituição financeira.

Mudanças repentinas na sua pontuação de crédito. Pontuação subindo ou caindo, deve ser um sinal de alerta caso não seja você quem está fazendo ela oscilar. Uma pontuação subindo pode ser resultado de alguém tentando aumentar seu crédito para uso posterior, assim como uma pontuação decrescendo pode indicar uma fraude.

 

Como se proteger da fraude de identidade?

Use senhas e PINs fortes: Tente usar um gerador de senhas aleatórias ou crie uma senha forte (combinando letras maiúsculas e minúsculas, números e símbolos). Nunca use a data de nascimento, número de telefone ou o endereço para senhas e códigos PIN. Se seu amigo ou um familiar puder adivinhar seus códigos PIN, um cibercriminoso também poderá e com uma facilidade ainda maior.

Sempre que possível utilize MFA (múltiplo fator de autenticação): Uma verificação de identidade adicional ao acessar contas ou aplicativos, como a leitura de uma impressão digital ou a adição de um código recebido por telefone, impossibilita que terceiros tenham acesso as suas contas

Proteja sua conexão: utilize somente conexões seguras quando usar suas informações pessoais online, quando possível evite usar Wi-Fi público sem proteção por senha.

Mantenha seus dispositivos seguros e atualizados: Sempre utilize uma solução de segurança confiável e o mantenha atualizado.

 

Descarte consciente: Seja cuidadoso com dados sensíveis, caso precise jogar fora quaisquer documentos físicos que contenham informações pessoais, assegure-se de descartá-los após torná-los irrecuperáveis.

 

Fique longe de mensagens e sites suspeitos: Não caia em tentação, nunca clique em links suspeitos mesmo se for recebido de pessoas que você conheça.

 

Monitore os extratos bancários: Ative junto ao seu banco o envio de mensagem para transações realizada com cartão, assim é possível monitorar suas comprar e detectar qualquer atividade fraudulenta, além de verificar regularmente os extratos bancários a fim de confirmar se existem transações não reconhecidas. Quanto mais cedo você detectar as transações fraudulentas, maior a probabilidade de minimizar as perdas.

Evite compartilhar: Sabendo que a maioria dos usuários têm múltiplas contas em mídias sociais, os cibercriminosos se aproveitam do fato de vítimas super compartilhar, ou seja, quanto mais posts com fotos ou vídeos que contenham informações sensíveis que pode ser mal-usada por alguém que se passe por você.

 

O que fazer se você for uma vítima?

Em caso de suspeita de fraude de identidade online, mantenha a calma e lembre-se de que esse tipo de crime afeta milhões de pessoas todos os anos e você deve denunciar a fraude às organizações afetadas, ou seja, a administradora do cartão de crédito, banco, seguradora ou qualquer outro credor, outra atitude a ser tomada é registrar um boletim de ocorrência em uma delegacia perto de você ou virtualmente.

Ainda tem dúvida e precisa de ajuda para proteger seus dados pessoais?
Entre em contato conosco, podemos te ajudar a proteger aquilo que você tem de mais precioso na internet, sua identidade.