Um software não licenciado, mais conhecido como pirata, nada mais é do que um programa utilizado ilegalmente, ou seja, sem a autorização de seu desenvolvedor, sendo assim se você não possui o software original, você não possui o licenciamento e não poderia usá-lo.

Sabemos que os custos com algumas ferramentas podem ser elevados, levando uma grande parte dos usuários de computadores domésticos e uma outra leva da iniciativa privada a usar software pirata. No entanto devemos nos pergunta, é uma boa ideia?

Na nossa matéria de hoje falaremos dos riscos na utilização de softwares piratas e no final me conta se é ou não uma boa ideia, combinado? Então vamos lá.

 

Quais são os riscos de um software pirata?

  • Baixo desempenho

Para burlar as tentativas de verificação de autenticidade, o software passa por uma alteração em seu código fonte afetando sua performance, e ao adquiri-lo você passa a ter um software com baixo desempenho se comparado ao original.

Para evitar que os profissionais de uma empresa percam produtividade com uma solução que tenha alto índice de erros, sempre invista em programas originais. Por serem capazes de receber updates regularmente, as chances de a solução manter bugs é reduzida.

 

  • Não cumprimento de obrigações legais

No Brasil, existe uma lei (Lei N° 9.609) que garante os direitos do desenvolvedor sobre a propriedade intelectual e a comercialização de seu software, onde ao violar esses direitos você comete um crime, podendo ser multado ou ser preso por até dois anos.

Só para lembrar a lei é aplicada tanto para quem comercializa como para quem modifica os softwares e logico que para quem faz a compra e/ou uso deles, ou seja, se você se enquadra em um dos atos acima, você está cometendo um crime.

 

  • Vulnerabilidade dos Dados

Lembra que falei que o software é alterado para burlar a autenticação? Então, essa modificação pode ter sido realizada de forma maliciosa, com a intenção de ter acessos aos seus dados, para decidir posteriormente o que fazer com eles.

Ao utilizar softwares piratas, as chances de ocorrer vazamento de dados se multiplica, afinal você não possui nenhuma garantia de idoneidade do desenvolvedor.

 

  • Exposição a phishing

Ao utilizar softwares pirata, daqueles que baixamos pela internet, é comum sermos induzidos a inserir informações privadas em um site falso ou até mesmo instalar softwares maliciosos.

Por incrível que pareça, isso ocorre com muita frequência, tendo em vista que a maioria dos links e os executáveis disponibilizados são falsos, utilizados para induzir a instalação de programas que podem roubar informações confidenciais.

 

  • Falta de suporte

Você pode estar pensando, “Não preciso de suporte, sei utilizar a ferramenta”, contudo não podemos esquecer que suporte não se trata apenas de utilização, mas também de updates e patches.

Independente do software, mesmo aqueles de marcas renomadas, pode apresentar problemas, seja de incompatibilidade com outros programas ou instabilidade, se tiver um software pirata, não terá a quem recorrer nem como solucionar a falha.

 

  • Exposição a vírus e malwares

Tendo em vista que software pirata não recebe atualizações, seu dispositivo tem maior chance de exposição a vírus e malwares, afinal sem as atualizações você deixa um convite para ser atacado.

 

  • Desperdício de tempo

Só quem já procurou algum conteúdo pirateado na internet sabe como é difícil, achar algo que preste e que seja “confiável” as buscas levam para sites que levam para outros sites e q nunca tem o que realmente buscamos, fazendo perdermos um tempo precioso, afinal como já diz o ditado “Tempo é dinheiro”.

Conte-nos o que você achou sobre nosso conteúdo e se quer saber mais sobre licenciamento de software, entre em contato conosco.

Até a próxima!